Taipei

Da Redação

Brasília –  Missão empresarial do Conselho para o Desenvolvimento do Comércio Exterior de Taiwan (TAITRA) estará em São Paulo no próximo dia 22 de março para participar de Rodada de Negócios que contará com a participação de dirigentes de 37 empresas taiwanesas de setores como os de autopeças, motores, chassis para automóveis, pneus,  materiais elétricos, válvulas e equipamentos contra incêndios, móveis, componentes LED, produtos eletrônicos, equipamentos para fitness e wellness, calçados, fios de poliester, equipamentos de segurança industrial e muitos outros.

Segundo informações do Escritório Comercial do TAITRA em São Paulo, a missão empresarial virá ao Brasil em busca de novos parceiros comerciais, distribuidores para seus produtos e também visando estabelecer joint venture com empresas brasileiras.

Antes de chegar à capital paulista, a missão liderada pelo Diretor-Executivo do TAITRA, James K. J. Chen, participará de Rodadas de Negócios na Cidade da Guatemala (dia 12 de março), em Bogotá (15 de março) e Lima (19 de março). Diversas dessas empresas que integram a missão já participaram de Rodadas de Negócios no Brasil e muitas delas contam com parcerias firmadas com empresas brasileiras.

A vinda da missão empresarial deverá contribuir, em médio e longo prazos, para aumentar as relações comerciais entre Taiwan e o Brasil. Taiwan é um importante parceiro comercial do Brasil e ano passado o país asiático ocupou o décimo-quarto lugar no Ranking das Importações e o trigésimo-nono posto no Ranking das Exportações do país. Em 2017, a corrente de comércio entre os dois países totalizou US$ 3,836 bilhões, com exportações taiwanesas no valor de US$ 2,001 bilhões e vendas brasileiras no montante de US$ 1,835 bilhão.

Nos primeiro bimestre de 2018, as exportações brasileiras para Taiwan registraram uma queda de 19,39% para US$ 163 milhões, enquanto os embarques taiwaneses para o Brasil cresceram 29,03% e totalizaram US$ 388 milhões.

A pauta exportadora brasileira tem uma forte participação dos produtos básicos, responsáveis por 63,5% do volume embarcado para Taiwan, no total de US$ 103 milhões nos meses de janeiro e fevereiro. Já os produtos semimanufaturados ficaram com uma fatia de 30,2% nos embarques e somaram US$ 49 milhões. Os bens industrializados, de maior valor agregado, geraram uma receita de US$ 10 milhões, correspondentes a 5,25% do volume total exportado.

No primeiro bimestre de 2018, os principais produtos exportados para Taiwan foram minérios de ferro (US$ 47 milhões), minérios de cobre (US$ 31 milhões), celulose (US$ 22 milhões), milho em grãos (US$ 20 milhões) e ferro fundido em bruto (US$ 15 milhões).

Em contrapartida, as exportações taiwanesas nesse mesmo período praticamente se concentraram nos produtos industrializados, responsáveis por 97,9% do total embarcado para o Brasil. Os bens semimanufaturados geraram receita no valor de US$ 3 milhões (0,66% do total embarcado) e os produtos básicos com vendas no total de US$ 6 milhões responderam por uma fatia de 1,46% das exportações.